Pesquisar

Como escolher o berço do bebê

Beleza, tamanho, praticidade e preço são fundamentais, mas os itens de segurança também não devem ser esquecidos

publicidade

A hora de comprar um berço requer muito cuidado, afinal, é ali que o bebê vai passar aproximadamente 15 horas por dia nos primeiros meses de vida. Mas, infelizmente, nem todo berço vendido por aí é bom e seguro o suficiente.

O Guia do Bebê buscou informações dentro das novas normas do INMETRO para ajudar as mamães que estão procurando um bercinho seguro e confortável.

Tamanhos dos berços

Os berços de madeira ou MDF variam em dois tamanhos: o berço nacional leva o padrão de 1,30m de comprimento por 60cm de largura e o berço de padrão americano tem o tamanho de 1,30m de comprimento por 70cm de largura.

Cuidados na hora de comprar o berço

Algumas medidas, em qualquer um dos padrões de berço, são extremamente importantes. A grade lateral do berço, por exemplo, deve ter no máximo um espaço de 6,5cm entre uma barra e outra para evitar que o bebê coloque a cabeça no vão. Segundo as regras do Inmetro, a distância entre o estrado e as laterais do berço não deve ultrapassar 2,5 cm, dessa forma não tem como a criança prender a mão ou o pezinho. Além disso, atualmente o Inmetro poríbe a fabricação de berços com grades móveis (essa regra ainda está em transição, por isso ainda é possível encontrar berços com grades móveis nas lojas). Veja a portaria do Inmetro nesse link. 

Bebê dormindo em seu berço - Diana Taliun / ShutterStock

Como escolher o berço

É  importante que os pais sintam firmeza no berço escolhido. Além do espaçamento correto, as barras laterais tem que ser rígidas e firmes. O berço deve ter estabilidade, afinal, é o primeiro lugar onde o bebê vai começar a interagir segurando nas bordas e grades. Além disso, é sempre bom que os berços tenham quinas arredondadas para evitar que o bebê se machuque.

Outro ponto fundamental nas medidas do berço é a  altura do estrado, que deve ter no mínimo 60 centímetros de profundidade quando colocada na última posição. Isso evita que o bebê consiga pular para fora do móvel quando estiver maior. Além disso, a Academia Americana de Pediatria aconselha que os pais não coloquem kits de berço, travesseiros, almofadas ou bichinhos de pelúcia que  podem sufocar o recém-nascido ou auxiliar o bebê maior em uma perigosa escalada para fora do berço. Segundo especialistas, o risco do bebê bater a cabeça dentro do berço é muito menor que o de sufocar com itens decorativos.

Que tipo de colchão escolher para o berço do bebê

Outra grande preocupação é na hora de comprar o colchão. Segundo o Instituto Nacional de Estudos do Repouso, colchões para pequenos de até três anos, devem ser de espuma com densidade 18.  O bom senso dos papais na hora da aquisição também vale, não é bom comprar um colchão muito duro, nem muito mole.

Segurança nos berços

Na hora de comprar o berço não esqueça de verificar se o produto possui o selo do INMETRO. Berço também tem garantia, veja no certificado de cada marca qual o tempo de garantia que é oferecido e também leve em conta essa informação na hora de decidir pela compra.

publicidade
publicidade